Compartilhe

Primeira reunião chata e um quibe assado

por

Hoje a noite foi improvisada e rápida. Depois de uma primeira vez daquelas.

Pois é, no relacionamento tem uma primeira vez para tudo (por sinal já falei sobre primeiras vezes aqui, no “nosso primeiro encontro”). A primeira vez que serão padrinhos de um bebê, a primeira vez numa viagem, o primeiro pôr do sol. Mas nem tudo é tão romântico: tem a primeira briga feia, a primeira grande queda na vida juntos, e, no nosso caso ontem foi a primeira reunião chata com o síndico do prédio!!!

União Instável - primeira-vez

Nada contra o síndico, mas é o tipo de encontro que nunca é dos mais confortáveis. Acordei antes das galinhas para trabalhar, voei, aguentei gente chata e cheguei em casa às 16h. Apesar de tudo eu estava animada porque depois de dias sozinha na mais pura solidão ele estava chegando em casa. Ele chega às 19h30 e eis que temos que ir à reunião para discutir a também primeira multa por conta do barulho excessivo no nosso apartamento.

Tá de brincadeira? Há oito meses que não tenho mais vida por conta da escala apertada na empresa e eu lá tenho tempo para fazer festas de arromba no meu tão sonhado apê? Gostaria que assim fosse, SQN. Isso é o mais próximo que eu chego de uma festa ultimamente:

União Instável festa-no-sofa

Conversa vai, conversa vem, reunião encerrada e assunto resolvido às 21h. Eu não teria problema algum com isso se eu não fosse ter que acordar às quatro da manhã novamente e o Lucas não fosse sair por mais dois dias na tarde seguinte. Sim é verdade, não aprendi muito a curtir meu tempo sozinha e acho chato demais.

Com tudo isso o que deu para curtir foi um quibe assado que eu fiz para substituir minha vontade de comer um Falafel no pão pita, do jeitinho que se come no Oriente Médio. Para quem não sabe o Falafel é um bolinho de grão de bico frito, mas tem que ser planejado com um dia de antecedência porque o grão precisa ficar de molho um tempão. Chato isso (qualquer dia posto a receita). Então vai lá:

RECEITA DE QUIBE ASSADO (NO IMPROVISO)

400g patinho moído

200g trigo para quibe

1 cebola média picada bem pequena

Hortelã picado à gosto (eu usei ½ xícara)

Pimenta, sal e páprica doce à gosto

Você vai precisar deixar o trigo de molho em água quente por uns 15 minutos, depois disso é só passar numa peneira para tirar a água e juntar à carne e os demais ingredientes. Nessa receita resolvi usar a páprica para ver como ficava e Sal do Himalaia Defumado, que eu adoro. Mas muita gente coloca pimenta síria ou zatar no lugar da páprica. Fôrma untada, papel alumínio e forno por uns 30 minutos à 180 graus, depois disso deixe dourar um pouco sem o papel.

Esse foi o resultado dele, todo bonitinho para a foto – mas para comer uma lambança no pãozinho, de lambuzar os dedos.

União Instável-quibe-assado

Para comer depois do trauma pela multa do barulho excessivo nem ligamos o som. Também não precisou, o Bar das Coleguinhas – o boteco pé sujo da comunidade dos fundos do meu prédio – estava com aquele som “favela” que leva o baile funk para dentro de casa, acredito que todo mundo sabe do que eu tô falando. Me surpreenderam na escolha musical pois depois de 6 meses tocando Pablo (QUASE nada contra) e choradeiras ouvi entrar em casa o som do Hozier – “Take Me to Church”. Para quem não conhece vale a pena ouvir, esse som em especial é gostosinho à beça.

Vídeo retirado do canal HozierVEVO

Assim foi a noite curtinha, cheia de emoção e um encontro muito gostoso com o quibe assado. Banho e cama. Tempo para algo mais? Sem chance.

2 Respostas
  • Luba
    outubro 25, 2016

    Legal demais Chan! Faz muito tempo que eu aguardo por este dia… poder ver teu blog no ar. Gostei demais. Ele tem leveza e alma… Quero ler tudo… Beijão pra você e pro Lucas..

    • Chantal
      outubro 27, 2016

      Obrigada Luba! Faz tempo que eu estou no aguardo também e finalmente percebi que ficar nesse aguardo não estava ajudando, então arregacei as mangas e aí está: toda a minha alma em texto para vocês! Espero que gostem 🙂

O que você acha?

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *